Minhas pessoas

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Ando em meio as trevas... Existo em muitas pessoas dentro deste corpo o qual possuo, mas não o vivo.

Sorrio alegremente para os seres humanos do mundo a fora, sofro por dentro para minhas pessoas. Tenho raiva, tenho ódio delas. Umas me querem bem que até tentam me confortar e motivar para tentar viver uma única vida. Outra não deixa, sempre barra o caminho e eu caio novamente. Mas, existe uma outra! A que bate na cara das outras a me deixar fria e insensível por algum tempo até que este caia do pedestal e tudo de novo se inicia. É a motivação a ansiedade de querer viver, é a energia não tão bem centrada que logo se esgota me deixando na mão a que me arremessa as profundezas de um oceano, é a que me fortalece embora me deixa cruelmente fria e sem sentimentos algum. Em meio a estas trocas consigo sentir-me, e estou gritando, gritando, eu sufoco. Eles me possuem, tomam conta dos meus pensamentos e nada mais é meu nada é meu nem eu mesmo sou de mim.

Nenhum ser humano é capaz de saber o que realmente se passa com minhas pessoas e não obstante conseguem me tirar dentre os arames farpados. Se me movo aqui, me movo ali, impossível escapar há sempre uma adaga apontada para minha cabeça. E, então eu existo, eu apenas existo para com minhas pessoas. Respiro, e isto as mantém vivas. Se eu não os faço, eles me machucam. E eu que costumava ser tão forte... me mutilam em meus próprios pensamentos. Há muito tempo deixei de viver. Eles me roubaram de mim.




14 comentários:

  1. Sei que é meio óbvio mas me lembrou o fernando Pessoa.

    até!

    ResponderExcluir
  2. nossa! Fico até sem palavras! Bonito, mas meio triste, não?

    haha, pq se esconder atrás de um codinome, se podes se mostrar e ser valorizada por algo belo que escreves?

    x)

    ResponderExcluir
  3. Oi!

    Obrigada pelas palavras. O último post, sobre faxina, foi feito pela Aline. Somos duas autoras lá no blog :)

    Que bom q vc já está em processo terapêutico. É muito importante. Às vezes, a gente que a melancolia faz parte de nós, mas muitas vezes pode ser uma depressão mesmo. Tem que ficar atento pra saber distinguir se isso faz parte da personalidade ou se tem algo errado.

    Boa sorte!! :)

    ResponderExcluir
  4. Adorei o texto..me identifiquei...vou te seguir...que bom que adicionou os seguidores...não deixe que te roubem de vc mesma, defenda-se, lute, retome a posse! Aprenda a combater esses inimigos internos que isso vai te fortalecer!

    ResponderExcluir
  5. Nossa!!Que texto profundo!! Perde-se de si mesma é frequente na minha vida.Viajo em meus pensamentos.

    ResponderExcluir
  6. adorei. me identifiquei também! Quem não é assim, né? seguindo.. =*

    ResponderExcluir
  7. Me roubaram também. Gritei na agonia também. Um dia me salvaram. Me resgataram. Hoje sou nova, outra, eu. No fim, eu me encontrei. Não! Minto! O fim ainda está longe, acho, espero. Agora é apenas o começo. Haviam me roubado de mim mesma.Agora posso respirar sem esforço. A paz veio e com ela a liberdade pra ser feliz (: Nada é por acaso. Seu dia está para chegar.

    Um beijo,
    E obrigada por passar no meu blog, você também redige maravilhas!

    ResponderExcluir
  8. engraçado que não era uma descrição do livro e sim como eu me sentia, mas em terceira pessoa HAHAHHAHAHAHAA


    é dificil imaginar alguém que se tem um pseudônimo, mesmo lendo e relendo tua auto descrição

    ResponderExcluir
  9. hahahaha!

    A maioria não entende, talvez o errado seja eu :)
    gosto de ilustrar com capa de filmes, ou até livros os textos, para não os deixar no "vazio"

    Comecei e ao mesmo tempo não! Talvez possa chamar de "cronicas da minha vida" o que escrevo, se sim, considero que estou a escrever o meu livro, ou o livro da minha vida haha

    Tu és de onde?

    sei que és uma guria haha
    mistério!

    beijo

    ResponderExcluir
  10. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  11. OI Novembro!
    Lindo seu blog, dos mais belos que eu já vi até hoje.... Agradeço sua visita ao meu Canto Escuro, saiba que é sempre bem vinda(o) lá.

    Adorei aqui!


    Um abço!

    ResponderExcluir
  12. Virgi Maria... Esse texto é forte. E parei pra pensar: vejo, entre tantas pessoas que conheço, quais delas não têm seus dias de pesadelo, suas angústias, suas decepções e seus diversos lados?

    Não serei hipócrita, não tentarei pintar um quadro em aquarela se a vida nos dá tintas escuras e pesadas. E não tão aguadas.

    A vida nos oferece o que buscamos; dá pra pegar mais leve, sim; dá pra não enfeitar tanto a vida dos outros, achando que eles são os bons; dá pra nivelar mais por cima nas nossas buscas e conceitos. Acho que não somos mais e não somos menos. Aí é o equilíbrio. Tá certo quando você diz que não deixa ninguém machucá-la! A gente aprende, chegamos lá.

    No começo até ficamos meio na defensiva, depois aliviamos; passamos a conviver com quem nos merece; sem perdermos tempos com buscas inúteis. E as coisas vão indo pro lugar certo... E a gente passa a ser mais feliz.

    Estou seguindo seu blog; gosto de textos assim!
    Beijos e meu carinho.
    Tais Luso

    ResponderExcluir
  13. Muito bom esse texto!
    Gostei do seu blog, te adicionei ;)


    Um abraço!

    =*

    ResponderExcluir
  14. Conforme prometido, aqui estou eu novamente.

    Minha querida Novembro,

    Ninguém te roubou de ti mesma! É “apenas o teu EU” que está em luta contigo próprio e, te deixa nesse estado algo confuso, desorientado. Dizes que costumavas ser tão forte... talvez a resposta esteja nesta questão: porquê que deixaste de ser tão forte ? procura bem a resposta, faz uma introspecção e, certamente que encontrarás o caminho, o sentido que necessitas de dar à tua vida e, não te esqueças destas duas citações que te podem ajudar um pouco (penso eu) nesse confronto com o teu “EU”: “O nosso maior inimigo somos nós próprios”, Milan Kundera e, não tenhas medo de o enfrentar, tal como citou Emerson "O medo derrota mais gente do que qualquer outra coisa no mundo".

    E em breve, conseguirás vencer e sairás muito mais forte!

    Para além disso, nós estamos aqui para te ajudar, ehehe...

    Bjs deste outro lado do atlântico,
    CR/de
    Carlosribeiro-photos.blogspot.com

    ResponderExcluir

Transmita sua essência, se conseguir!







Design e código feitos por Julie Duarte. A cópia total ou parcial são proibidas, assim como retirar os créditos.
Gostou desse layout? Então visite o blog Julie de batom e escolha o seu!