Vida.

domingo, 6 de setembro de 2009

Em algum lugar, em algum momento, em minutos...

Uma única chance, uma única vida.

Nascemos, crescemos e morremos.

E assim se resume nossa vida, nossa existência. Acredito que haja um propósito para nós humanos!

Era tão jovenzinha ainda quando embarcava em pensamentos sobre a minha existência... Todos quando mais jovens já tentaram imaginar mil e uma possibilidades para este grande mistério.

Caminhava a meu destino todas as manhãs, admirando o céu e toda tua beleza, observava por onde passava, havia espaços entre casas e ruas o que facilitava minha visão ao nascer do sol. Então pensava: Como existo? Porque existo? Uma arvore ter vida, pássaros flutuando sobre o céu azulado com poucas nuvens as que destacavam perfeitamente fazendo-me respirar profundamente e sentir-me por alguns instantes... Entre outros milagres que pelo mundo afora existe com tanta beleza e encanto... Mera graciosidade... Tentando imaginar por longos minutos ao caminho que me levava lentamente, como poderia ser possível. Fiz uma retrospectiva, ou melhor, criar uma bela fantasia acima do que imaginava ser. Imaginei a vida sem minha existência, a vida sem a existência de minha mãe, uma vida sem o verde da natureza, um céu sem pássaros e seus cantos que alegrem muitos dos meros mortais. Não cheguei a lugar algum! (Ou se cheguei este eu guardo profundamente somente para mim e mais ninguém). Tão frustrada eu fiquei aquele dia, que senti minha cabeça dilatando de tanta dor e um vazio tomou conta do meu ser, ainda tão pequeno... Então decidi por aquele momento que não daria a importância para varias perguntas e que tentaria apenas viver, assim como me foi concebido. Hesitei em imaginar a vida e descobrir seus mistérios, por mais fascinada que eu seja por tais mistérios. E de pensar que meu dom é fazer de coisas simples se tornarem exageradamente tão difíceis.

Existimos a um único propósito!

Viemos a uma única missão e por esta morremos...

Minha única certeza neste mundo é de que o homem vai morrer e NUNCA irá descobrir o mistério da vida! Pode ele fazer “n” experiências. Construir naves, mundos entre mundos, percorrer todo o universo, mas nunca...

Ele irá se auto-destruir, não irá parar enquanto não ver o seu próprio declínio... O fim da raça humana, o fim de tudo que um dia existiu...

--

Saiba que estes são apenas pensamentos dos quais eu necessito redigi-los, pois em minha mente falta espaço para tantos...

--

Eu agradeço verdadeiramente aos amigos mesmo desconhecidos, mas que me compreendem, e estão a me motivar. Agradeço pelo carinho e apoio de todos!

Um beijo em cada coração e um ótimo feriado! –November rain




9 comentários:

  1. Confesso que várias vezes já me fiz questionamentos muito semelhantes aos teus. Será que precisamos encontrar respostas pra tudo? Será que não temos uma missão, mesmo que pequena a fazer aqui e isso é de grande importância pra nossa evolução? Comece a mudar esse olhar negativo, de enxergar o vazio apenas para um olhar positivo, valorizando as belezas que encontramos no mundo!

    ResponderExcluir
  2. Eu também já passei por essa fase, em que me questionava sobre tudo e principalmente a razão da minha existência e missão. Meus amigos diziam em tom de gozo que eu estava com uma "crise existencial", outros, diziam que era a crise dos quarenta e, que eu precisava era arrumar uma mulher mais nova do que eu, uns 10 anos e que isto passava... Enfim, tretas... Certo é que, um dia cansei de tanto pensar nessas questões e, passei a relembrar bons momentos do meu passado e, principalmente no realmente pretendia fazer no futuro, algo que ocupasse a mente com objectivos e metas agradáveis. E assim, consegui deixei o negativismo de lado, para sempre. Hoje, penso mais naquilo que ma dá prazer fazer e me faz sentir mais realizado. Assim, passam eu actualmente os meus dias, em que não há lugar para olhares negativos. Estou imune!

    Pense nisso, e deixe o negativismo de lado para dar lugar às positivas!

    Fica bem,
    CR/d
    www.carlosribeiro-photos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Interesante reflexión. Que Big Adventure es vivir! Un gran saludo. b.

    ResponderExcluir
  4. Gostei muito daqui, Parabéns!... Tem momentos que dou uma paradinha pra pensar nessas "coisas", mas tudo parece muito complicado, não temos respostas exatas, enfim, grande mistério. A vida é uma grande incógnita, e nenhuma equação ou inequação conseguira achar respostas, tenho certeza./ Bom Domingo! Voltarei aqui sempre que tiver um tempinho.

    ResponderExcluir
  5. Belo texto. Adorei as postagens. (:
    Estou te seguindo.

    ResponderExcluir
  6. Quase desisto de me questionar sobre a existência...mas sempre recomeço.
    Questionar sempre, e sempre a caminho da sabedoria...(por mais que eu nunca a encontre)!
    Obrigada pelo carinho de sempre!

    beijos

    ResponderExcluir
  7. A moeda tem duas faces sempre.Pense nisso!!!
    Amei a foto, sou fascinada por borboletas

    ResponderExcluir
  8. tem selinho pra vc no meu blog...passa lá prapegar!

    ResponderExcluir
  9. Acho que faz parte da nossa vida nos questionar de onde e porque estamos aqui, e por muitas vezes, ou melhor, nunca conseguimos obter uma conclusão exata disso.
    Acredito que cada um tem um papel fundamental, que nascemos com um objetivo pré destinado, mais que infelizmente nem sempre conseguimos chegar ao nosso destino, e por muitas vezes ficamos perdidos.
    Acredito independe de qualquer coisa você tem um caminho a trilhar e não deixe que os pensamentos te coloquem para baixo, apenas siga em frente, fazendo o que sempre fez e acreditando nas coisas que lhe são viáveis, só assim poderemos ser feliz.

    Fica com Deus

    Beijos

    ResponderExcluir

Transmita sua essência, se conseguir!







Design e código feitos por Julie Duarte. A cópia total ou parcial são proibidas, assim como retirar os créditos.
Gostou desse layout? Então visite o blog Julie de batom e escolha o seu!